BLOG

Flowing ou Momento de Fluxo

Esperei ansiosamente o momento de escrever sobre o Flowing ou momento de fluxo. E justamente por estar ansioso o momento não chegava e ao escrever, certamente eu não estaria em Flowing. O estado de Flow, como substantivo, tem por tradução fluxo, corrente, vazão, escoamento, curso. Pode ser verbo To Flow; afluir, brotar, vasar, manar, menstruar.

Esperei ansiosamente o momento de escrever sobre o Flowing ou momento de fluxo. E justamente por estar ansioso o momento não chegava e ao escrever, certamente eu não estaria em Flowing. O estado de Flow, como substantivo, tem por tradução fluxo, corrente, vazão, escoamento, curso. Pode ser verbo To Flow; afluir, brotar, vasar, manar, menstruar. Trata-se de um momento em que encontramos várias intersecções, ao mesmo tempo, de todo o trabalho. Prazeroso e fluido, tudo acontece favoravelmente perfeito, em corrente favorável de água cristalina. Escorrendo controladamente. Este momento tão esperado pode e deve estar em qualquer prática do dia-a-dia. Não trata-se apenas de um lugar que apenas atletas e especialistas se encontram, mas pode estar num jogo infantil, na rua, numa pelada, numa queimada, entre jovens, idosos, escritores, pedreiros, motoristas, jardineiros, caixas de banco, durante a meditação, prática de yoga, debate político, na missa, em oração, fazendo pão. Não há limites. Amantes o adoram.


Se você teve a oportunidade de assistir Ayrton Senna correndo, certamente terá clareza desses momentos de Flow. Talvez não seja verdade, já que não encontrei fontes, mas é verossímel: lembro-me que Senna pedia a fabricação de um banco especial para seu carro, com seu molde, com maior contato em seu corpo; queria mais contato com o carro, sentir o chão, o motor. 11 de Abril de 1993 Senna faz a primeira volta mais impressionante da Formula 1, pista molhada, em quarto lugar, Circuito de Donington Park / Inglaterra difícil de ultrapassar. Na sua frente Alan Prost, Damon Hill e Schumacher; Senna termina a primeira volta em primeiro colocado, abrindo brecha, encontrando espaço, mudando o circuito, desafiando a física. Simples assim, pra quem assiste é incompreensível. Emerson Fittipaldi liga na segunda de manhã, dizendo: - Ayrton você nunca mais vai conseguir fazer uma primeira volta como esta! Exatamente, Flow não se repete. Ainda hoje, assistindo novamente dá um frio na barriga.


Assistir Gustavo Kuerten em Roland-Garros em 1997 é um excelente exemplo, no tiebreaker o segundo saque era tão forte e arriscado quanto o primeiro, risco de vida quase. Denise Stoklos com dois espetáculos que me arrebataram, Santos Dummont e Vozes Dissonantes, atriz, dramaturga, mímica, rebelde, revolucionária; prendendo a respiração da plateia com um gesto, palavra lapidada. Yamandu Costa, viajo distâncias para vê-lo e ouvi-lo, seu violão é extensão de si, e durante a música é visível perceber quando ele entra em correntezas. Tenho amigos artistas assim, Edu Guimarães tocando sanfona é mais que música, Lume Teatro são 7 atores em Shi Zen, espetáculo de dança Butoh, borboletas, guerras e incestos, o Japão brasileiro. Jesser de Souza no palco, conta mentiras nesse estado. Tantos e tanto exemplos, só pra constar; Magnus Carlsen, campeão mundial de xadrez arrisca sua dama nos primeiros lances, desestabiliza adversários com coisas impossíveis, aos 12 anos de idade tirou Kasparov do sério que, por bom senso e humildade, terminou por oferecer-se como técnico do menino.
Mas nada disso é por acaso, o que trago aqui é justamente a reflexão de que todos podemos alcançar estes momentos. São Desejos, objetivos, metas, experiências, expertise, técnica e estudo; tudo a favor do mesmo resultado, do mesmo foco.
Alguém disse que sorte é a desculpa que todo preguiçoso dá para o esforço alheio. Concordo. Difícil mesmo é entrar no mérito da sorte, não o farei; mas também concordo que o ambiente favorável determine parte do resultado. É complexo. De qualquer maneira, a chuva forte e a quebra de todas as marchas não impossibilitaram Senna de ganhar no Brasil em 91. Há quem diga que, pela primeira vez na história, Deus e o Diabo – na Terra do Sol – fizeram um acordo entre si:
- Esse cara não pode ganhar, não tá na História! O que faremos? Perguntou Deus.
- Vou tirar todas as marchas do carro, se ele continuar você manda chuva, topa?! Disse o Diabo.
- Topo!
Assim foi. Não adiantou, Flowing desafia Deuses.
É claro que estes exemplos são apenas representativos, momentos de fluxo estão em todos os lugares, em todas as pessoas, se formos adentrar é possível que seja o local da felicidade que tanto procuramos, o equilíbrio da presença universal, O Poder do Agora que Eckhart Tolle nos ensina. Crianças estão neste momento por mais tempo, em maior potência de aprendizado. Somos inibidos por traumas, auto crítica, medos, baixa autoestima; para encontrarmos o local que desejamos chegar, antes de tudo, vale saber onde se quer chegar. E começar a trabalhar essas enormes barreiras, gradualmente. Que seja para escrever este texto, sem ansiedade. São barreiras universais, se você é Homo Sapiens sofre dos mesmos problemas.


Suponho três motivos que fazem dos cavalos animais sensíveis a este Momento de Fluxo:
Primeiro: por terem sentidos muito sensíveis, são biologicamente desenvolvidos com audição, olfato, tato e visão bastante sofisticados e atentos.
Segundo: são animais de fuga, aqueles que eram mais dispersos tiveram a chance de sobrevivência, atentos a pequenos detalhes, movimentos e sons. Isso faz deles animais muito mais sensíveis a mudanças.
Terceiro: são animais de manada, de convívio coletivo, de contato, cheiro, de necessidade de apoio externo, de parceiros .
Sendo assim, ao entrar em contato com um animal que percebe seu cheiro, te enxerga à distância e está absolutamente sensível ao toque... Amigo, entre nós, se você não estiver completamente concentrado, organizado, atento, vivendo o momento presente – entenda-se brincando com naturalidade – ou seja, em Fluxo: você não será merecedor de sua confiança.
Cavalos são diferentes de tudo, não compara-se com outros esportes, com outro afazeres, não trata-se de trocar a corrente a bicicleta, ou a marca da raquete, ou o tênis de corrida. Trata-se de uma batalha consigo e com o outro, no caso, o cavalo. São duas pessoas, é um Diálogo Interespécie: Humanos e Equinos. Essa comunicação, quando fluida e efetiva emociona, é uma Experiência única. Cada indivíduo equino proporciona uma Experiência nova.
Não basta técnica, você deve por em corredeiras cristalinas, fluxo contínuo, seu conhecimento físico, psíquico e emocional. Que seja para um trote leve e organizado, para fritar um ovo, coisas simples e criativas que envolvam concentração e coração. Português bem simples: é a parte boa da vida! Deixe vasar!


blog

Veja também

Contato

Erro: Campos obrigatórios
Informações de contato


WhatsApp: (19) 9 7100 7991
E-mail: darkomago@gmail.com