BLOG

Cavalos Mimados dá Muito Ruim

Grande parte dos problemas comportamentais que encontro estão relacionados ao cavalo que “não sabem ser cavalo”...

Para entendermos essa questão adoro dar um exemplo que é quase uma alegoria popular. Conhecem a história de Mogli? Mogli sobreviveu com uma manada de lobos, vamos imaginar uma criança que foi deixada com uma família de orangotangos. Ele tem maior chance de sobrevivência que Mogli, caso retornemos à floresta para busca-lo como estará essa criança? Vestirá roupas adequadas a cada situação, sentará a mesa educadamente, escovará os dentes diariamente? Não! Criados por símios ou lobos essa criança não terá a mesma formação social do Homem Moderno.


Cavalos funcionam igualmente. São animais sociáveis, dependem de outros cavalos para aprenderem a ser cavalo. Um cavalo sozinho na natureza está condenado a morte. Uma égua exerce papel fundamental em sua formação, ela põe limites, determina horários, protege e ensina. Assim como seus irmãos e amigos, cavalos brincam de correr, aprendem a galopar, trotar, mudar de mão, empinam e se coçam em ambiente natural. Tudo isso forma um cavalo, determina sua capacidade de sobrevivência na natureza e auxilia no amálgama da manada, no convívio com outros cavalos.


Dos comportamentos mais perigosos que encontramos são cavalos que não sabem ser cavalos. Um cavalo que não teve aprendizado social, não desenvolveu sua capacidade de se comunicar, não conhece limites, não teve contato físico com outros cavalos e, de repente, aprendem a morder. Este cavalo poderá tornar-se uma fera irreversível. E quando criados por pessoas que os deixam mimados, vai dar muito ruim.


Todo método de domesticação considera o cavalo um animal de fuga, como o realmente é em natureza. São assim biologicamente, seu corpo se desenvolveu para correr, cascos, pulmão, coração, intestino, tudo feito pela natureza para ser uma animal de fuga. De repente prendemos, confinamos, controlamos seus pés e tentamos ensinar algo não-natural. Dá ruim.

Quer cuidar bem do seu cavalo? Deixe de lado tudo que é antropomorfismo e aproxime-o, o máximo possível do que ele fazia em ambiente natural nos últimos 55 milhões de anos.

blog

Veja também

Contato

Erro: Campos obrigatórios
Informações de contato


WhatsApp: (19) 9 7100 7991
E-mail: darkomago@gmail.com